"O filho que temos X o filho que imaginamos ter"

Vocês já pararam pra pensar que nem sempre seu filho vai ser da maneira que você desejou, sonhou ou esperou ter? Sonhamos em ter um filho comportado, obediente, que respeite a todos, que não faça bagunça, que não morda os amigos...mas nem sempre é assim... Nossos filhos não são programados como um robô, não têm um controle remoto onde você aperta e comanda seus movimentos e seus pensamentos. E então...qual o problema????

O problema é que temos uma tendência a não enxergar essas diferenças nos nossos filhos, coisa de mãe coruja mesmo, sabe? Só que isso não é legal...não faz bem nem pra mãe, nem para o filho!! Uma hora o óculos cor-de-rosa cai e você vai ter que encarar a vida como ela é...e seu filho também!!

Nenhum filho é perfeito, nenhuma criança vai agir o tempo todo da forma que você deseja. Não ache que é sua culpa (pois fechamos os olhos porque temos medo da culpa, medo do que os outros vão falar...medo de ouvir críticas...), as crianças estão em processo, estão aprendendo a conviver, aprendendo as regras da sociedade, nos desafiando a todo momento! Faz parte!
Às vezes ouço mães falando certas coisas de seus filhos, que todo mundo só enxerga o contrário.

Vou dar um exemplo, você sempre que encontra a criança ela está birrenta e agressiva, batendo até na cara da mãe...e a desculpa é sempre a mesma: deve estar com sono...ok, ok, eu sei que as crianças ficam mais enjoadinhas quando estão cansadas, ficam até mais agitadas, mas sempre assim? Não acredito que seja só quando está com sono!

Outro exemplo: A criança bate nos amigos o tempo todo, você conversa com a mãe e ela diz: "Meu filho nem sabe o que é bater, nunca bati nele!".

Mais um exemplo: A criança mente (sim, é normal fantasiar, criar histórias...), só que você já observou uma total dissimulação no comportamento...você já viu situações bem fora do normal e quando você vai informar a família: "Não...meu filho nunca faria uma coisa dessa! Ele nunca mentiu !".

Eu sei que não sou uma mãe perfeita(nunca quis ser e já errei muito), tampouco tenho uma filha perfeita, Bia também fez birra, já deu várias respostas mal educadas, já se comportou mal em vários lugares, já tentou mentir e eu nunca quis dar desculpas e justificar tal comportamento!

Tive muita sorte pois a única reclamação que chegava sobre o comportamento da Bia na escola é que ela fala demais...e você acha que eu dava desculpas? Claro que não...Eu ouvia, refletia e quando chegava em casa conversava com ela. Reconheço os defeitos e qualidades da minha filha, sei que ela erra também e estou aqui para corrigi-la e direcioná-la para o caminho certo. Jamais fecharei meus olhos e colocarei a culpa em outra pessoa!

Temos que buscar entender o "porque" de tal comportamento e tentar ajudar...não ficar fingindo que não vê!

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Concordo que idealizamos e as vezes é difícil se questionar...
    Adorei a reflexão
    Bjs
    Lele

    ResponderExcluir
  2. Nossos filhos sempre são perfeitos aos nossos olhos....para isso existe a escola,professora e todos envolvidos para mostrar o caminho que precisamos seguir

    ResponderExcluir
  3. Acho que nunca projetei um filho que gostaria de ter. Mas acho que foi algo inconsciente. Tanto que tive sorte e eles são muito tranquilo. Ben faz birra dentro de casa e acho até que é pra chamar a atenção por conta da irmã. Por aqui sempre conversamos e explicamos as situações pra ele. Acaba dando sempre certo. ;)

    ResponderExcluir
  4. Nossa Mel, perfeito.
    Acho que o papel de toda mãe, ou todo ser humano é esse... Assumir os erros, assumir e enxergar a verdade, e ajudar os filhos, corrigir, auxiliar...
    Perfeito seu post...
    Não corrigir os erros dos filhos, é a pior coisa que uma mãe faz, porque os filhos vão crescer e sofrer as consequências quando adultos... Época bem difícil de corrigir erros...
    É melhor aprender quando criança, do que na vida adulta...
    Ameiiii suas palavras e super concordo.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!