Gagueira infantil

Muitas mães ficam preocupadas quando seus filhos a partir de 2 anos começam a gaguejar. Leia o que a fonoaudióloga Patrícia Taranto escreveu a respeito:          


             "A gagueira é um tipo de disfluência comum nos períodos em que a criança está desenvolvendo a linguagem. Lembro que a criança desenvolve a fala nos três primeiros anos de vida, e entre os dois e cinco anos ainda é normal que a criança tenha dificuldade em emitir sons e palavras mais difíceis. Mas é preciso saber diferenciar esta etapa natural do desenvolvimento dos sinais que indicam uma possível gagueira crônica.

Por muito tempo se acreditou que esta “ gagueira momentânea” da infância desapareceria com o tempo, sem maiores preocupações. Segundo estudos fonoaudiológicos, em 25% dos casos estas pequenas disfluências da infância se mantém ou se agravam com o tempo.

As crianças da pré-escola estão ativamente aprendendo a falar. Neste processo, é natural que cometa erros de fala. Os pais e professores não devem deixar que ela perceba sinais de irritação ou impaciência pelo ouvinte, quando se ouve a criança e se conversa com ela de forma paciente e calma, a fala retorna a normalidade e suas habilidades de linguagem e sua adaptação escolar melhoram. Se a criança continuar a apresentar hesitações/ disfluências, é recomendável que ela seja acompanhada por um fonoaudiólogo.

Outras crenças também devem ser revistas. Muitos acreditam que a gagueira infantil esteja associada a comportamentos como timidez e ansiedade, mas é muito difícil diferenciar quando é a ansiedade que piora a gagueira ou quando é a gagueira que gera a ansiedade. Na fonoaudiologia resumimos com a seguinte frase “ Algumas crianças que gaguejam são muito tímidas, mas a maior parte das tímidas não gaguejam”.

No tratamento da disfluência já se sabe que para que a intervenção precoce seja efetiva é importante que o diagnóstico seja feito entre seis a oito meses após o aparecimento dos primeiros sintomas.

Nesse aspecto, os pais são as pessoas mais indicadas para ajudar a criança na hora de superar as dificuldades, pois podem mudar algumas atitudes, tornando o ambiente um aliado no combate as disfluências. E os educadores também devem estar preparados para reagir da melhor maneira aos imprevistos."

 
 
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Muito bom esse post. A Luiza tem 2.2 e já fala bastante, aproveitando..rs Desde novinha lemos muito pra ela e acredito que isso tem ajudado a desenvolver bem a fala dela, ela já monta frases e sabe se expressar bem também e algumas vezes ela gagueja, mas é bem pouco, acredito que não devo me preocupar por enquanto.

    ResponderExcluir
  2. Oi meninas, Maria passou por uma fase pequena de repetição. Ela foi soltar mesmo a voz quando entrou na escola aos 2 anos e 2 meses, mas depois da fala que percebemos algumas vezes que gaguejava... Mas foram episódios curtíssimos e por pouco tempo. Não atrapalhou em nada.. Apesar de considerá-la um pouco tímida, hoje fala que nem maritaca. Se uma criança ou adulto tem assunto pra ela, aí já era...É muito sociável, mas não gosta de exposições..

    Muito importante o texto, é preciso ficar atento aos pequenos.

    Beijos beijos

    Tê e Maria ♥

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Minha filha teve uma fase de gagueira até uns 5 anos, felizmente, era só uma fase mesmo.
    Alê

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do seu post amiga porque pode ajudar aquelas mamães que possam estar passando por essa fase.
    As minhas filhas começaram a falar cedo e não passaram por essa fase de gagueira não, mas sempre tivemos paciência em ouvi-las, pois no começo elas erravam as palavras e falavam devagar.
    Beijinhos!
    https://dulcineiadesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post ... Aqui não teve essa fase, mais é sempre bom ter informação

    Bjs Mi Gobbato - Espaço das Mamães

    ResponderExcluir
  6. OI Melissa, muito bom o post. Eu não passei por isso com as minhas filhas, mas é sempre bom tem esse tipo de informação nos blogs.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/2016/02/a-semana-6-serie-praia.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!