Histórias de mãe: Rita Correa (blog Botõezinhos)

 
Hoje comemoramos o Dia Mundial da Prematuridade, um momento para refletirmos sobre o apoio que se é dado aos pais de prematuros e buscar meios para amenizar esse momento tão tenso...
 
Compartilho com vocês, a história emocionante da Bellinha, que acompanho no facebook, pela fanpage "Botõezinhos". Com a autorização da Rita, mãe da Bellinha, trago um trecho do post escrito por ela no blog:
 
"Minha filha nasceu de apenas 25 semanas de gestação….longas 15 semanas antes do esperado. Nasceu com apenas 810 gramas e passou 138 dias internada na UTI Neonatal. Nestes 138 dias passamos por obstáculos que criança nenhuma, que mãe nenhuma merece passar. Ver seu filho ser submetido a exames e procedimentos dolorosos causam traumas que nem talvez uma vida inteira cure.
Até você viver na pele, ver a sua gravidez ser interrompida bruscamente e ver seu filho sendo ressuscitado e tratado por meses a fio, você não tem a menor idéia. A sua família, seus amigos, eles também não vêem o que você vê, não sente o que você sente e por mais que tenham boas intenções, eles não conseguirão confortar você…..ninguém conseguirá.
Ninguém, não!
Outra mãe prematura.
Somente ela trará consigo as cicatrizes que você também tem, somente ela entenderá a ansiedade e os medos derivados de um apito diferente na incubadora, uma braquicardia repentina, o linguajar e o olhar dos médicos. Nem o seu marido entenderá seus sentimentos, pois ele é pai, não é mãe. Ele não teve a gravidez interrompida, ele não passou pelo parto, ele não foi afastado do bebê logo que ele nasceu……apenas uma pessoa entenderá a sua dor, outra mãe prematura.
Nada está bem com a prematuridade, e enquanto não educarmos a sociedade sobre o que significa ser prematuro, ninguém nunca entenderá. Se não entenderem, não haverá as mudanças que precisamos:
  • Melhores tecnologias para prevenir a prematuridade
  • Melhores tecnologias e tratamentos para tratar o prematuro
  • Melhores condições de trabalho para a equipe médica
  • A distribuição de remédios fundamentais para a saúde do prematuro….de graça!
  • Uma licença maternidade que permita que a mãe prematura prolongue sua licença tão longa for a jornada do bebê na UTI
  • Mais profissionais auxiliando a mãe prematura dentro da UTI (psícólogos, especialistas em amamentação)
  • Uma licença para que o pai prematuro possa se ausentar do trabalho tão longo seu filho esteja na UTI
  • Mais solidariedade para com a mãe prematura
Ainda estamos há anos luz disso tudo, e se ninguém gritar ao mundo como a prematuridade é devastadora para as famílias afetadas, nada mudará…nunca."
 
 
Leia mais sobre a história da mamãe Rita no blog "Botõezinhos"! 



Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Post lindo e de extrema importância. Precisamos conscientizar as pessoas que bebês prematuros são frequentes e precisamos ter tecnologias para atender esses bebês!!!
    BJKS

    ResponderExcluir
  2. É uma luta seja para o pequeno como
    para os pais, esse dia merece ser bem divulgado sim
    pois isso estar cada dia aumentando
    nas maternidades
    lindo dia bjs

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post .. realmente deve ser uma situação nada boa, e por mais que nos comovemos, nunca saberemos como uma mãe/pai de prematura está se sentindo

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. E difícil de ler, nem imagino de passar. Dia de extrema importância. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Imagino a dor dessas mães, é muita superação! Adorei o post!
    Bjos da Tatty

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!