Higienização nasal



A higienização nasal em crianças com idades entre zero e quatro anos é fundamental para evitar infecções respiratórias e crises de alergia. A atenção deve ser redobrada nos primeiros dois meses de vida, quando o bebê ainda respira exclusivamente pelo nariz. No inverno, com o clima mais seco e aumento dos agentes poluentes, os pais devem estar ainda mais atentos à saúde respiratória dos filhos, principalmente no que se refere à higienização e hidratação nasal.
 
O uso de soluções para a higienização nasal é recomendado como tratamento preventivo de doenças respiratórias e resfriados. Estudos comprovam que limpar as mucosas nasais reduz em até 40% os dias em que as pessoas sofrem de problemas respiratórios. Isso porque a região do nariz é uma importante porta de entrada para alérgenos, fungos, bactérias e poluentes, invasores que podem provocar alergias, infecções, resfriados e quadros que necessitam de internação e podem comprometer a qualidade de vida da criança. “A higienização nasal é muito importante para melhorar os sintomas da gripe e a qualidade de vida das crianças”, afirma a otorrinolaringologista Maura Neves, do Hospital Universitário da USP.
 
Essa preocupação deve ser ainda maior, especialmente para manter a saúde dos recém-nascidos, mais suscetíveis aos problemas relacionados às doenças respiratórias em períodos secos. A especialista cita ainda as tecnologias atuais que facilitam a vida dos pais na hora de higienizar o nariz dos filhos. “Hoje, temos a opção de spray nasal com um sistema de bolsa a vácuo que permite a aplicação em qualquer posição além de um bico anatômico, ideal para o tamanho reduzido da narina da criança”.
 
 
 
Higienização nasal infantil
 
  • Com a obstrução das narinas, a passagem do ar torna-se ruidosa e prejudica a respiração, amamentação e o sono;
  • Para os recém-nascidos e os bebês de até dois meses, o recomendável é fazer a higiene do nariz antes de cada mamada;
  • O cloreto de sódio 0,9% é a solução mais indicada para crianças, pois não causa ardência, queimação e irritação;
  • O mais indicado é que os pais optem por soluções livres de conservantes.
  • A higienização nasal não tem contra indicações e pode ser feita pelo menos duas vezes ao dia.
 
 
 
A médica recomenda a limpeza do nariz diariamente principalmente quando o clima está mais seco. Segundo ela, a quantidade de dose diária ou de borrifadas da solução nasal varia de acordo com a necessidade de cada um. “Se a pessoa sente muito ressecamento e há formação de crostas, a limpeza e a umidificação deve ser feita sempre que o desconforto surgir. Pode até ser mais de uma vez ao dia”, orienta.
 
O Salsep® 360 é indicado para cuidar da higienização nasal e  prevenir infecções respiratórias em crianças de zero a quatro anos principalmente durante o inverno. Livre de conservantes, Salsep® 360 possui tecnologia precursora composta por uma bolsa a vácuo, que permite a aplicação do produto em qualquer posição. Além disso, conta com um bico anatômico que se adéqua ao tamanho da narina de lactentes e de recém-nascidos e um limitador de borrifada de 0,05 ml, quantidade ideal para higienizar a mucosa nasal de crianças.
 
Minimizando os sintomas
 
Mudanças bruscas de temperatura facilitam a transmissão de gripes e resfriados. Isso ocorre pois o sistema de defesa respiratório tem que aquecer e filtrar um ar mais frio até que atinja a temperatura do nosso corpo. Por isso, Dra. Maura ensina algumas formas de prevenção. “Se considerarmos que o meio de transmissão envolve contato de com secreções de pessoas doentes, o simples ato de lavar as mãos é um ótimo meio de prevenção. O uso do álcool gel também ajuda a prevenir essa transmissão, mas ressalto que seu uso age de maneira complementar após a lavagem tradicional com água e sabão e não de maneira a substituí-la”.
Segundo a especialista, uma outra medida simples, porém muito eficaz e com comprovação científica, é realizar higienização, hidratação e lavagem nasal. “A lavagem nasal com solução fisiológica auxilia na remoção de agentes nocivos que são diariamente inalados e ficam presos dentro do nariz. Além disso, auxilia na respiração e ajuda na remoção de secreções que são produzidas no nariz. Com o nariz funcionando bem o sistema de defesa respiratório fica otimizado.
 
No caso de uma infecção se instalar, essas lavagens devem ser intensificadas, pois também já temos estudos científicos comprovando que a limpeza nasal reduz os sintomas e o tempo de duração da doença”.
 
 
Aqui em casa, usamos muito o salsep, desde que a Bia era pequena. Ela é super alérgica e quando o tempo muda, ela fica com nariz entupido e com muito desconforto! Lembrando sempre que o pediatra deve ser consultado!
 
 
 
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Aqui usamos bastante Salsep em tempos secos, eu adoro esse produto

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aqui eu faço com soro fisiológico. Desde que a Júllia teve uma crise de sinusite nós ficamos atentas, e aqui nunca mais ela adoeceu depois que passamos a tomar essa medida :)

    ResponderExcluir
  3. Esse medicamentos são ótimos
    eu só uso ele na minha pequena
    super recomendo
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Devemos ficar atentas e não descuidar dos pequenos. Ainda não usei esse produto, mas uso soro ou um outro.
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!