Dormir pra quê?



imagem do google

Aiaiaiaiai... o sono... quando estava grávida, uma das coisas que mais escutava era: “Aproveita pra dormir, porque depois você nunca mais vai conseguir dormir direito...”. Pra falar bem a verdade, ficava com raiva quando me falavam isso, poxa gente! Que chatice! Cada criança é uma e assim como cada um é de um jeito, tem criança que dorme muito, outras que não dormem nada, tem as que dormem mais ou menos e assim vai...

Bem, Vicente nasceu e quando veio pra casa eu, no meu desespero de mãe de primeira viagem, acordava mais que ele. Acordava pra ver se ele existia mesmo, se ele estava respirando, se ele não estava afogado nas mantas que eu colocava pra cobrir, ai que pânico! E assim foi, treinando meu menino a ter certeza que era só ele resmungar, que tinha uma mamãe ali, sempre a postos, preparada para arrancar o peito e saciar a fome daquele pequeno comilão.

O tempo foi passando e ele continuava a acordar, duas, três, quatro, cinco vezes por noite! Eu voltei ao trabalho, acabada, e ele ali, firme e forte nas madrugadas. Até que, em uma consulta na pediatra, Vicente com quase 7 meses, ela alertou que ele não deveria sentir mais tanta fome na madrugada, que não deveria dar o peito a cada resmungada já que os bebês também devem aprender a dormir sozinhos e lá fomos nós começar o processo de fome zero na madrugada.

Continuamos a rotina da “hora de dormir”, banho, pouca luz, pouco barulho, e um peito cheio de leite às 21h. Depois, lá pelas 23h50, eu o pegava no colo e dava uma mamadeirinha de reforço, trocava a fralda e rezava pra ele não acordar. Pronto, fase 1 completa com louvor! Ele passou a acordar duas vezes na madrugada, algumas semanas depois, ele já acordava uma vez, lá pelas 4h da manhã, e isso, pra mim já era um sonho, mas o problema é que ele além de mamar, muitas vezes queria brincar com a mamãe, então, quando Vicente estava com quase 9 meses, tivemos que dar um basta nessa história e o papai entrou em ação, o meu herói das noites mal dormidas.

O que acontecia: se eu levantasse e pegasse o Vicente no colo, ele ficava desesperado, quase arrancava a minha roupa para mamar e, como o pai não tinha peito, ele se sentia acolhido, mas sabia que não ia ter leite. No primeiro dia foi difícil, eu quase morri, queria ficar com ele, mas sabia que essa conquista era nossa, ele também precisava de uma boa noite de sono. Eu até levantei, mas o papai me mandou voltar pra cama... Nas noites seguintes ele foi percebendo que não ia ter o peito, mas não desistia de chorar e chamar a mamãe. E o processo foi o seguinte: primeiro o papai ficava com ele no colo até ele dormir de novo, em seguida colocou no carrinho pra ele não ficar acostumado com o colo de madrugada, até que começou a dormir rápido no carrinho e, quando acordava, o papai ficava com ele na cama. Isto durou uns 7 dias, e depois ficamos mais duas semanas em casa, sem viajar, mantendo a mesma rotina. Depois disso a nossa vida mudou, é sério, parecia mágica! Se a gente soubesse que ia ser tão “fácil”, tinha feito isso antes. E a pediatra tinha dado a dica, era importante a gente manter a rotina, tentar não viajar por uns quinze dias, ele ia entender que a mamada da madrugada tinha acabado, sem sofrimentos. E deu certo mesmo.


Hoje, Vicente dorme muito bem. Antes de fazer a troca do berço pela caminha, ele voltou a acordar, parecia que estava nervoso preso ali no berço! Aproveitamos e já mudamos para a caminha, desde que fizemos a mudança, ele nunca mais acordou de madrugada. Agora Vicente dorme a noite toda, acorda cedo, levanta e vai na nossa cama de manhã falando: “Bom dia mamãe, bom dia papai”... Esses dias eu tentei fazê-lo dormir novamente e ele colocou a mão na cintura e foi firme me dizendo: “Vicente dormiu muito mamãe”! Eu morri de rir, e claro, levantei na hora para brincar com ele. Ver o filho crescer é mágico, eu sabia que seria incrível, mas não podia imaginar um terço de tudo o que sinto a cada conquista dele e da nossa família.

Comigo foi assim, e com vocês, como foi ou como são as noites de sono?


BEIJOS!!
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Estou precisando fazer isso com a minha bebê, ela está com 9 meses e acorda 4 ou 5 vezes por noite. Ando muito cansada. Adorei saber que deu certo por aí.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  2. Que ótimo! Aqui em casa também implantamos a rotina, desde que a baby nasceu e sempre foi tudo mega tranquilo, ela sempre dormiu a noite toda muito bem.
    Daqui a pouco acho que vamos ter que mudar para a caminha... MEDO... ehehehe

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. O sono é super importante para os pequenos, principalmente quando são recem nascidos. Mesmo porque é durante o sono que as crianças crescem né?

    http://meus-sonhos-meus-pesadelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. ah então é isso que estar acontecendo aqui
    a minha ainda mama e acorda pra mamar
    a noite tem dias que chega a 5 ou 6 vezes
    gostei muito da suas dicas, daqui a 5 meses farei isso
    ela vai estar com dois aninhos
    que gracinha seu pequeno

    Linda Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  5. Vc falou tudo .. é uma delicia ver as conquistas e amadurecimento deles ... fico encantada com a Luma .. ela sai com cada uma ... mas está uma mocinha e me deixa toda boba com seu amadurecimento ... rs

    ResponderExcluir
  6. Nossa tem fases complicadas dos filhos né? hj meu filho dorme a noite inteira com 3 anos, mas teve vezes com ele menor de acordar várias vezes à noite! ai mãe sofre! rs bjo

    ResponderExcluir
  7. Como sofri rs
    Passei mais de um ano dormindo super pouco, primeiro pela necessidade de vigiar o sono dele e depois porque ele se acostumou com minha vigilia.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Esses bebês já gosta de manha
    E se acostumar mamãe e papai sobram
    Aqui a Luma com 4 meses já não acordava na madrugada, foi muito bom isso rss
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Aqui sofri muito nos 6 primeiros meses pois o moleque acordava durante toda noite, hoje com 2 anos tá mais tranquilo, ele dorme bem a noite mas acorda pelo menos uma vez pra mamar.
    Beijos Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  10. Ai nem me fala sofria muito com a falta de sono, como minha filha acordava no meio da noite quando dormia no berço, deixava logo na nossa cama ai olha o que deu ate hoje esta na nossa cama e ja tem 2 anos e 11 meses. estamos sofrendo muito com a cama compartilhada, agora não tem lugar pra por uma cama pra ela.

    Beijos
    Geri Ferreira
    www.encantodemeninablog.com

    ResponderExcluir
  11. Menina, eu no primeiro ano qse não dormiu o Rafa mamava a noite toda, depois tinha que colocar para arrotar sem falar nas cólicas. Hoje em dia ele dorme qse que anoite toda e eu não me acostumei a ter noites tranquilas
    bjcas
    www.estou-crescendo.com

    ResponderExcluir
  12. Pois é... dormir pra que?
    Aqui tb enfrentei esse processo de desmame da madrugada.
    Acordar de madrugada é cansativo demais e ficamos esgotadas, mas depois q essa fase passa é tranquilo, bjs

    ResponderExcluir
  13. Comigo o sofrimento foi só nos primeiros meses em questão de dormir a noite toda, porém até
    1 ano de idade tinha muitos problemas com a questão do horário dela dormir, pois ela sempre queria dormir tarde.

    Ótimo post!
    Um beijo
    www.amaedadri.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!