Quem sou eu?



 
Sempre fui vaidosa, sempre gostei de acessórios, os brincos, sempre os maiores, anéis, nem se fala, de vários tamanhos e cores, roupas, queria sempre estar na moda. Quando engravidei não tive muito problema para adaptar as minhas roupas, primeiro a minha barriga demorou uma eternidade para crescer, com 6/7 meses ela explodiu, mesmo assim, deu tudo certo, leggings coloridas, blusas largas, calças de grávida (que eu me arrependi de ter comprado) e muitos vestidinhos deram conta do recado.

Bem, Vicente nasceu e eu não conseguia fazer nada que não tivesse ligado a ele, o cuidado com meu menininho tomava 100% do meu tempo, eu sofri quando fui fazer a unha e deixei ele com a minha sogra, depois quase morri quando sai para jantar com meu marido pela primeira vez, tudo era para o Vicente, incluindo meus pensamentos.
Quando ele estava com 5 meses eu voltei ao trabalho, quer dizer, eu voltei de corpo, por que minha alma e minha cabeça demoraram mais um tempo para voltar. Eu parecia uma mulamba, não usava mais brinco, não saia mais com meus colares, praticamente só usava camiseta e legging, engordei uns 10 quilos... Bem, eu olhava no espelho e me reconhecia como mãe, apenas isso, nem lembrava que eu também era esposa, profissional e claro, mulher.

Até que um dia, no trabalho me convocaram para uma reunião fora de São Paulo, isso 3 meses depois de ter voltado a trabalhar, Vicente já estava com 7/8 meses, meu Deus, aquela notícia me fez entrar em pane, eu chorei, eu fiz uma birra, de verdade, foi tão ridículo, que eu não me reconheci, isso tudo foi tão surreal, que me fez acordar de um “transe”, eu precisava voltar a ser eu mesma, estava com saudade de mim, muita saudade de mim!  

E eu voltei, voltei a cuidar de mim e automaticamente, cuidei ainda mais do meu filho, melhorei a alimentação, emagreci (na verdade, essa luta é eterna), comprei umas roupas novas, maquiagens, brincos enormes, colares e tirei o salto alto do armário... E como foi bom, voltar a ouvir elogios do maridão, da família, dos amigos e colegas de trabalho, parecia que todos estavam com saudade de mim, e isso foi maravilhoso.

Eu acho que passar por isso é normal, o que não é normal é não se reencontrar nunca mais, por que não tem saudade mais triste do que a saudade de quem nós somos.

Hoje eu me sinto mais bonita, mais mulher e uma profissional muito mais focada, e eu tenho certeza que aquele período que eu esqueci quem eu era, foi importante para eu me reencontrar ainda mais forte.

O meu reencontro comigo foi assim, e com você? Passou por isso também, já se reencontrou?



Comentários
15 Comentários

15 comentários:

  1. Nossa amei o post, realmente quando nos tornamos mães, esquecemos de nos cuidar e só pensamos no nosso filho, mas esquecemos que alem de mae, tbm somos mulheres e esposa e devemos nos cuidar. Bjss

    ResponderExcluir
  2. Lindo amiga
    Eu me cuidei muito :) E acho que todas deve fazer isso
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. ADOREI o post, eu estou precisando me reencontrar, tudo é para meus dois pequenos, arrumar?Nunca tenho tempo, e quando tenho bate uma preguiça e o cansaço logo vem...mas vou retomar a minha antiga rotina e me sentir bela de novo.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Acho que a maioria das mulheres passa por isso. Mas uma hora a gente se dá conta que precisamos cuidar da gente também.

    Bjs,
    www.soumae.org

    ResponderExcluir
  5. Meu marido me cobra tanto , que não descuido da beleza, depois queganhei realmente a gente fica sem tempo, demorei a voltar a me cuidar

    http://geriencantodemenina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Minha bebê esta com 7 meses, e estou me esforçando para voltar a ser eu.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  7. é muito importante voltar a cuidar da gente
    mãe feliz filho feliz
    imagino sua situação
    ter que viajar
    tenho que me cuidar mais

    Linda Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  8. Esses momentos de ter que se desligar do filho pra mim são muito difíceis também.
    Não gosto de ficar longe dele. Mas as vezes é necessário e vamos nos acostumando.
    Bjks
    www.maevaidosa.com

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo relato, acho que isso ajuda muitas mamães, parece que tem mãe que tem medo de voltar a ser mulher. Antes de seremos mães, somos mulheres e devemos nos cuidar SIM! Que bom voltou ser vc!
    Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  10. Amiga sei com é, realmente o foco é os filhos, mas não podemos descuidar de nós.
    Muitas periguetes querendo o nosso ligar rsrsrsr.
    Me cuido sempre...
    Bju

    ResponderExcluir
  11. Amiga, tudo verdade e tudo que acontece com todas nós, incrível, mas cada um tem sua história e precisamos deste despertamento pra reagir e voltar a olhar pra nós mesmas.
    Hoje no blog estamos falando disso tb dá mãe ter seu foco. Seu momento.
    bjs
    http://prosademae.blog.br/maes-em-foco-maes-felizes-filhos-felizes/

    ResponderExcluir
  12. Adorei seu post, me identifiquei nele!
    Preciso cuidar mais de mim!

    ResponderExcluir
  13. Acho que todas passamos por isso, mas o difícil é levantar ou ter quem te apoie, ajude...
    As vezes precisamos de uma força externa também, que nos impulsione...
    Adorei o post.
    Que bom que foi só uma fase e vc está bem hoje, parabéns e continue assim, nessa caminhada.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  14. Ótimo post, parabéns!
    Eu também passei por isso e estou me reencontrando aos poucos..

    Bjos
    http://www.amaedadri.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!