Entre birras e abraços

Imagem retirada daqui

Até ontem, ela era meiga, educada, boazinha, meu bebê! Agora, já não sei o que faço! Ela chora, esperneia, se joga no chão, grita e faz uma pirraça... Não... você não está sozinha... É sempre assim... também já passei por isso! Para alguns, essa fase dura um mês... para outros pode durar um pouco mais... e ainda, para aqueles que não percebem ou não querem ver... pode durar o resto da vida!
Estamos falando daquela fase, conhecida por terrible two, que vai dos 2 aos 3 anos, e é a fase em que a criança percebe que não é mais bebê, quer se firmar como " gente" , demonstrar suas vontades, fazer tudo ao contrário do que mandamos e coloca toda nossa paciência a prova! Alguns dizem que é a primeira adolescência...( socorro!).
Vou contar um pouquinho aqui, como sobrevivi! rsrsrs
Primeira atitude que devemos ter: não perder o controle (isso quer dizer, não gritar, bater, agredir ou descontar a raiva na criança). Ela não pode perceber o quanto te irrita com esses comportamentos.
Ela vai fazer birra, tente conversar, explicar que quando choramos ninguém consegue entender nada, caso ela continue se esperneando, chorando, saia de perto (observe se o local permite isso). Sem plateia,o show não tem graça!
Depois que passar, converse e avise que na próxima vez ela vai perder o direito de algo que ela goste muito (aqui era descer para brincar no parquinho).
Claro que outros momentos como esse irão se repetir e você terá que ser firme com aquilo que prometeu!
Valorize sempre os bons comportamentos, mas sem presentes! O máximo que costumava usar com a Bia, eram adesivos!
Algumas crianças tentam bater nos pais, jamais revide ou ameace bater de volta (você acaba de falar que não é legal bater e logo quer repetir o mesmo comportamento?), segure firme, olhe bem nos olhos dela e fale em um tom de voz mais forte! A criança tem que perceber que o que ela fez não foi legal!
Sou totalmente contra o bater em crianças, nunca precisei e nem quis usar esse método por aqui! Sempre na conversa, algumas vezes deixei sem direito (uma punição tem que ter, pois a criança tem que aprender que existem consequências para o comportamento errado).
Algumas brigas não valem a pena ser compradas, por exemplo, você quer que ela use o vestido rosa e ela quer usar o verde! Não vai ser neste momento que você vai mostrar quem manda em quem! Dá para negociar, sem stress para ambas as partes!
Tem uma ótima tática para essa fase da oposição, fale o contrário: não quer escovar os dentes? "Não escova mesmo não, fica com o dente sujinho, pra encher de bichinho!"; comigo funcionava sempre... rsrsrs
Podem perceber, que a grande maioria que tem esse comportamento em casa, não repete isso na escola. Porque sabem que no ambiente escolar não vai ter espaço pra birra, ela vai chorar, espernear e ninguém vai fazer a vontade dela. Na escola ela tem regras, tem limites, existe uma rotina!
O mais importante nesse momento é ter paciência e saber dizer o NÃO.
Sempre aviso aos pais que a hora para corrigir, ensinar a ter respeito e a colocar limites é exatamente nesta idade, depois fica muito mais difícil!
Sempre com muita paciência, carinho e amor. Saber lidar com esse momento te trará ótimos resultados!
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Saber lidar, essa é a palavra!!!

    Aqui é difícil, muitas birras, principalmente depois que passei a trabalhar e ele fica com a avó que faz todos os gostos, más vamos vivendo um dia melhora!!!

    ResponderExcluir
  2. Aqui em casa birra não tem vez, tentamos negociar sempre, se não da, deixo fazer birra até cansar e depois conversamos com calma..sempre funciona.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom é ai que eu digo: Isso é ser mãe rsrs..

    Muiiiito difícil quando entram nessa fase.. Aqui, Bryan faz birra, pirraça, bate, morde, grita.. È um verdadeiro Deus nos acuda.. Claro que eu morro de dó de tirar coisas dele mas se não pode NAO pode e pronto, dificil é fazer ele entender isso né rsrs.. Quando ficarem maiores, acho que melhora, talvez lá pelos 4 ou 5 anos rsrs.. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Bater não, negociar sim! É isso aí, concordo com você.
    Saber lidar é complicado mas o que temos que aprender, é verdade
    BEijos

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, essa fase eu passei com a minha afilhada, ate hoje os pais dela não controlam ela, ela esperneia, chora se joga no chão, as vezes vamos a alguns lugares juntos, e eu e que tenho q chegar junto , pq ela não obedece aos pais. Mas tudo pq desde o começo fui firme, enquanto os próprios pais achavam bunitinho essa fase.

    ResponderExcluir
  6. temos que ter muita paciência com cada fase bjo

    ResponderExcluir
  7. Tudo relacionado a bebês e crianças eu amo ler. Parabéns pelo post
    beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  8. Olha haja paciência. Aqui a birra e desobediencia esta no auge. Eu tento ao máximo me controlar e o deixo de castigo de algo que gosta muito. E quanto aos dentes eu também sofro,falo a mesma coisa, que os bichinhos vão comer todos os dentes. Ser mãe é descobrir táticas de conversação. rsrs
    Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que o essencial é paciência
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ô amigaaa . .tamú juntas .. tem horas que nem reconheço a LUma!! hehehe
    Vixa Maria dá um nervoso .. nem sei o que fazer na hora .. respiro e tento conversar ... mas nem sempre dá certo e ela acaba indo pro cantinho do pensamento ... espero que passe logo esta fase .. afffffffffffffff ..Boa sorte ai também!

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
  11. Graças a Deus não tivemos o Terrible Two, mas convivi com essa situação quando meu primo estava nesta idade e sei como é difícil controlar os ânimos, tanto dos pais quanto da criança!

    Ótimo post, super esclarecedor!

    Beijos,
    Te espero no blog Mamãe de Salto

    ResponderExcluir
  12. Essa é uma das fases que temos que enfrentar com paciência e muita sabedoria.
    Aqui com 1 ano e 9 meses as birras já apareceram... é uma choradeira toda vez que quer uma coisa e não damos ou não deixamos. Mas vamos em frente que há muitas fases pra passar.
    Beijos Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  13. Estou nessa fase tbm, não facil de lidar mesmo, mais temos que ter pulso firme e muita paciencia pra ir levando a criança, espero que não demore pra passar e ele entenda que não é legal fazer isso
    Bjinhos

    mamaenathan.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!