Cordas e inclusão

Não imaginei que fosse me emocionar tanto ao assistir a animação "Cordas" que relata a história de uma linda menina, a Maria, que vive num orfanato e tem um amigo que sofre de paralisia cerebral. Maria nos encanta com sua preocupação em fazer com que o amigo participe das brincadeiras e também pelo seu carinho e cuidado com ele!

Fui assistindo ao vídeo e me recordando de um aluno que tive,com uma distrofia muscular que o impedia de andar. Nestes 20 anos de profissão foi um dos que mais marcou a minha vida como professora. Eu, recém formada, com uma turma numerosa numa escola municipal, sem auxiliar ou qualquer outra pessoa que me ajudasse, recebi um aluno que não andava( chegou a andar quando pequeno e depois foi perdendo os movimentos das pernas), ele não tinha cadeira de rodas, se locomovia em um velotrol. Estava apenas com 5 anos, mas já tinha passado por muita coisa nessa vida, acabara de perder o pai assassinado.
Ele era muito inteligente, um pouco envergonhado,mas participava das aulas. Quando ele queria ir ao banheiro, eu o levava no colo, e isso se repetia em todos os momentos em que tínhamos que sair da sala. Eu o pegava no colo e saía com as outras 29 crianças atrás de mim. Confesso que no início me assustei, chorei com medo de não conseguir fazer um bom trabalho, de não dar conta de cuidar dele e dos demais, naquela época não se falava de inclusão e muito menos havia capacitação para isso, mas a resposta para fazer um bom trabalho, não estava nos livros e nem em um faculdade, estava dentro de mim, dentro do coração de todos que conviviam com ele...E a cada dia que passava,nossa turma estava mais unida, meus alunos cuidavam do amigo especial com muito carinho.
Certa vez, não ouvi gritaria e bagunça na hora do recreio, fui ver o que estava acontecendo e estavam todos sentados, conversando. Eu fui chegando perto e ouvi de uma menina: "Tia, estamos aqui juntinho do Heberton, conversando e brincando com ele, assim ele fica mais feliz!"
As crianças queriam a sua companhia, queriam as suas brincadeiras e por isso preferiam brincar sentadinhos já que era uma maneira dele participar também!
E nos nossos dias, muita coisa foi mudando, a aula de Educação Física era tão divertida com todos sentados, brincando de acertar a bola no gol utilizando as mãos, de jogar boliche, de cartas, e tudo que ele também pudesse participar! E tinha pega pega também...eu o carregava no colo e saía correndo atrás dos amigos!Ele dava risada...
Só sei que foi um grande aprendizado para mim, aprendi com crianças de 5 anos que a inclusão acontece quando todos querem, quando todos amam e estão dispostos a fazer o outro feliz! Está muito além de diplomas! Criem seus filhos para amar ao próximo e para respeitar o outro que você já vai ajudar e muito quando alguém falar sobre inclusão!
E a carinha alegre dele não me sai da memória. Um ano depois perdemos nosso amigo, seu coraçãozinho não aguentou e ele partiu, foi um dia muito triste para toda a escola! Ele se foi muito cedo,mas deixou sua história marcada em nossos corações!

E aqui segue o link para assistir ao filme Cordas




Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Não conhecia, bom saber.
    Vou assistir ;)
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. não conhecia tem coisas que nos marcam para sempre
    com certeza amar o próximo é o segundo mandamento que
    devemos cumprir e ensinar aos nossos
    filhos
    vou assistir
    Nanda
    beijokas
    Lindo dia

    Sendo a mãe da Isa e da Gabi
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  3. Amiga tem cada uma mais linda que a outra..
    Quando puder asiste.
    As crianças aceitam tudo nós adultos que vemos dificuldades.
    Hora de rever conceitos.
    Bju

    ResponderExcluir
  4. O filme deve ser lindo
    Vou assistir hoje com as crianças
    Bjs
    http://soumaedecinco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Também me lembro que quando eu estudava tinha um menino que tinha certas deficiência, e isso mexeu muito comigo e pude perceber o quanto as pessoas podem ser más, e ele também me ensinou muito e sempre dava atenção a ele e jogávamos dama. Ele adora e isso me fazia feliz!
    Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  6. As crianças sempre surpreende os adultos hein, sei muito bem como é isso.
    Gostei da sua atitude,você foi uma excelente professora não deixou que o preconceito falasse mais alto. Adorei a dica do filme, vou assistir depois, beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Gostei de conhecer o filme
    Que linda história
    Ainda bem que você conseguiu se adaptar com eles
    Que pena que o menino faleceu, muito triste
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Emocionei... quero assistir, deve ser lindo!!!

    Beijos
    Diariodematernidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Nossa, deve ser mesmo lindo! Quero assistir.
    Beijos
    www.alemdamaternidade.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa que relato intenso e lindo sobre inclusão... um grande aprendizado pra vc pra td vida.
    Vou dar uma olhada no link, bjs

    ResponderExcluir
  11. Que história linda e emocionante, vou procurar e assistir..
    bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!