Como ser Mãe e Professora

Como disse no começo do ano,tenho um novo desafio pelo caminho, Bia é minha aluna no Pré II,mãe e filha na mesma sala de aula! Confesso que sonhei muito com este momento, adoro acompanhar o crescimento dos meus alunos em relação a leitura e a escrita, vibro a cada palavrinha descoberta, me emociono a cada letra escrita por eles...Então, nada melhor do estar como professora da minha filhota neste momento tão especial que é o início do processo de Alfabetização.

Algumas pessoas, profissionais da Educação e psicólogos não recomendam que mãe e filha fiquem na mesma turma, mas com a Bia poderia ser diferente: ela já tem 5 anos,é uma criança madura e independente e super acostumada a dividir a mãe com outros amigos(participa da minha vida escolar desde quando estava na minha barriga...rsrsr).Talvez o desgaste do contato o dia todo poderia atrapalhar um pouco!

Enfim,já estamos completando um mês de aula e os dias não têm sido tão fáceis como eu imaginei.Temos alguns momentos estressantes, pois ela é muito questionadora e autoritária, talvez essa seja a forma dela demonstrar a necessidade de se sobressair na sala de aula. Sei que é questão de tempo, posso dizer que até já melhorou um pouco ,nos primeiros  dias quando chegava em casa,tinha que conversar com ela, lembrar dos combinados da sala,que se ela não fizesse os combinados ela iria perder o direito a algumas brincadeiras e que se continuasse assim ela não poderia mais ser minha aluna....muita,mas muita conversa!Nos últimos dias tem sido bem mais tranquilos,parece que ela já está se acostumando...

Tenho que entender que é uma situação complicada pra ela: como diferenciar mãe e professora?Tem momentos em que ela me chama de mãe,outros ela me chama de "tia", de "professora"(acho tão bonitinho,quase morro!). Eu tento diferenciar esses momentos,converso com ela da mesma forma que converso com os amigos,dou beijos e encho de carinho todos eles,se tiver que chamar a atenção dela eu chamo da mesma forma como chamaria dos amigos.

-Mãe,você me fez passar "vexame" na frente dos meus amigos! Você não deveria ter feito isso!
E eu,com muita calma,respondi que se fosse outra criança que estivesse fazendo coisa errada eu também falaria com ele. E que antes da professora ter que falar,ela deveria lembrar que algumas coisas não são legais de fazer na escola.

O Cris também tem me ajudado muito!Quando chega do trabalho dá total atenção à ela,conversa muito, dá banho,coloca pra dormir,conta histórias,tudo pra não me sobrecarregar!


Agora,momento babação:Bia é super esperta,atenta a tudo o que falo,faz desenhos liiiindos, identifica os numerais e consegue escrevê-los na ordem e o mais gostoso é que ela já está percebendo os sons nas palavrinhas....coisinha mais fofa da mamãe!
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Adorei saber que estou ajudando. Pode contar comigo, te amo muito.

    ResponderExcluir
  2. Melissa, sobre o que escreveu sobre ser mãe professora...também passei por isto quando o Vinicius estava no 1º ano.Achei MARAVILHOSO dar aula pra ele!!Uma experiência única, realmente como você relatou.A fase é inesquecível e tenho certeza que haverá aprendizagem tanto pra ela como pra você.Peça a DEUS sabedoria pra passar por momentos em que não sabemos o que fazer, pois o Vinicius também me deixava constrangida.Uma vez estava palnejando minha aula do dia e ele passou na mesa aqui em casa e viu, logo me falou: Ai mãe capricha na aula, não dá atividade chata não tá?"rsrsrs, menina caprichei mais ainda a cada dia...isto é UMA DAS... tenho outras histórias cômicas também!! Beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!