Dia Nacional de Combate ao abuso e Exploração sexual de crianças e adolescentes

Não podia deixar passar em branco,afinal aqui também é um lugar de reflexão, sempre faço a Campanha contra a violência Infantil: hoje é o Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Essa data foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos que foi drogada estuprada e morta por jovens de classe média alta, em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. Sob o lema "Esquecer é permitir. Lembrar é combater", a campanha do Comitê Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes chega a seu segundo ano e traz uma flor como emblema, símbolo da infância e da vulnerabilidade infanto-juvenil.

O abuso sexual de crianças e adolescentes é um ato covarde, de manipulação do poder e da confiança que crianças têm naquele adulto.Uma criança vítima de abuso sexual pode levar para o resto de sua vida sentimentos de vergonha e culpa que a prejudicarão seriamente. O que podemos fazer para prevenir o abuso sexual e proteger nossas crianças?


•Estar bem informado sobre a realidade do abuso sexual contra crianças;
•Ouvir o que sua filha ou filho tem a contar e acreditar neles, por mais absurdo que pareça o que estão contando;
•Saber com quem seu filho está ficando nos momentos de lazer. Conhecer seus colegas e os pais deles;
•Procurar informar-se sobre o que os responsáveis pela escola, pediatras, empregadas, babás e os pais dos colegas pensam sobre o assunto;
•Entre 18 meses e 3 anos, ensine ao seu filho o nome das partes do corpo;
•Entre três e cinco anos, converse com eles sobre as partes privadas do corpo;
•Após os 5 anos, a criança deve ser alertada sobre sua segurança pessoal;
•Após os oito anos, deve ser iniciada a discussão sobre os conceitos e regras de conduta sexual aceitos pela família e fatos básicos de reprodução humana.
E sempre, sempre, denunciar. Pode não ser o seu filho, mas lembre-se, é uma criança e merece o nosso cuidado.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!!
Deixe sua mensagem, dúvida ou opinião, que ficarei muito feliz em responder!