Chá de bebê- tema corujinhas

Um sonho realizado...comemorar a gravidez com um chá de bebê do jeitinho que eu sempre quis!! Escolhi excelentes profissionais, que capricharam para que tudo desse certo! Comemorei com pessoas queridas, que acompanharam cada dia da minha gestação! O tema escolhido foi "corujinhas" já que sou professora e mãe coruja...
A decoração ficou por conta das meninas da Welcome babies 
Elas  planejam com todo o carinho a chegada de bebês, cuidando assim de toda a parte decorativa do quarto de maternidade.​ Pensam sempre na praticidade e no carinho em receber familiares e amigos  para  este momento tão esperado. Atendendo a pedidos, resolveram estender os serviços para cuidar também do chá de bebê, chá revelação, batizados e lembranças personalizadas e eu fiquei apaixonada quando vi o trabalho! Dá uma olhada no ig: https://www.instagram.com/welcome.babies/ 
Os personalizados ficaram por conta da zumbalum



Mini brownies da Amora Brigaderie

Bolo lindo demais e cupcake da Sabores da Alma 









Nessas caixinhas coloquei bombons

Esses cookies ficaram incríveis(Brasil sweet Moments)



Coloquei as balas de coco dentro do cone! Olha o detalhe do lacinho!


Nas caixinhas coloquei confete de chocolate



A família Corujinha foi feita pelo Ateliê da tia Val
A alegria de quem ganhou muitas fraldas!!

Foi uma delícia.  Minhas amigas fizeram algumas brincadeiras, como a do barbante. Os convidados deveriam cortar um pedaço de barbante que eles achavam que era igual ao tamanho da minha barriga.Uma outra brincadeira era para que adivinhassem o que estava dentro de uma caixinha. 











Cuidados com a pele do bebê: Creme antiassaduras


Desde o período da gestação, os pais já zelam pelo bem-estar de seus filhos. Quando eles nascem, os cuidados se redobram, pois, como ainda são muito pequenos e indefesos, necessitam de muita atenção para crescerem saudáveis. E, nos primeiros anos de vida, uma parte do corpo que requer muito cuidado é a pele, que está mais suscetível a alergias e irritações por ser bastante sensível e delicada.



De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), estima-se que até os 2 anos de vida, 25% das crianças sofrerão com assaduras – inflamação causada pelo contato prolongado da pele com as substâncias presentes nas fezes e na urina que ficam na fralda e que podem agredir a pele delicada do bebê.



Para que os pequenos não sofram com esse desconforto, o ideal é fazer a higiene completa da região íntima do bebê com água morna e algodão, removendo delicadamente eventuais resquícios de fezes, urina, pomadas e outras secreções. Além disso, é importante o uso de antiassaduras como Bepantol® Baby, creme preventivo com fórmula pura e livre de agentes irritantes, após cada troca de fralda.



Ainda citando este fator, trocar a fralda sempre que parecer cheia também ajuda bastante nessa prevenção. Isso porque a região fica mais favorável ao aparecimento das assaduras quando fica muito tempo exposta à umidade e ao calor. Portanto, é importante manter a pele do bumbum do bebê sempre limpa e seca para ficar longe desse tipo de inflamação.




Ao escolher o antiassaduras ideal para a pele do bebê é importante levar em consideração alguns pontos: 

-Saúde para a pele do bumbum do bebê

Quanto menor a quantidade de componentes como fragrâncias e aromas na fórmula de um produto infantil, menor a chance de desencadear alergias no bebê, sobretudo em crianças que já possuem algum histórico de intolerância. Bepantol® Baby é amplamente recomendado, pois oferece um cuidado a mais para os bebês com sua fórmula única e pura, livre de conservantes e agentes irritantes, como fragrâncias, corantes e conservantes.



- Abafar a pele do bebê contribui para o aparecimento de assaduras.

Escolher produtos preventivos que protegem e hidratam a pele, sem grudar e que saem facilmente a cada troca, são fatores muito importantes para a escolha do creme antiassaduras. Bepantol® Baby cria uma camada transparente e protetora sobre a pele do bebê, favorecendo a respiração da região, de modo que não fique abafada, mantendo-a sempre saudável.


O produto ainda contribui para a restauração natural da pele. Fácil de ser aplicado e removido, Bepantol® Baby não agride o bumbum dos pequenos na hora da troca de fralda e não mancha as roupas.



O produto pode ser encontrado nas versões de 30, 60 e 100 gramas.



Preço médio sugerido de Bepantol® Baby: 30 gramas – R$ 19,90; 60 gramas – R$ 35,90;
 100 – R$ 50,90.

Enurese noturna



Xixi na cama, um transtorno negligenciado e que afeta até 15% das crianças com mais de 5 anos de idade, deve ser tratado
Fazer xixi na cama após os 5 anos de idade é um sinal de Enurese Noturna, um transtorno que causa a perda involuntária e intermitente da urina durante o sono. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), persistindo os sinais da doença após essa idade crianças e adolescentes podem sofrer graves consequências psicológicas e sociais. Trata-se de uma condição bastante frequente, com estimativas de que 15% das crianças com mais de 5 anos de idade e 5% das crianças com 10 anos ainda fazem xixi na cama.
“Por ser uma fase de desenvolvimento infantil, acordar molhado até os 5 anos pode ser considerado normal. Mas, após esta idade, é importante que a possibilidade de Enurese Noturna seja considerava pelos pais e pelo pediatra”, diz Atila Rondon, Urologista, com atuação em Urologia Pediátrica, professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ e Coordenador do Departamento de Urologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Urologia.
Com muita frequência, os distúrbios miccionais não são valorizados nas consultas de rotina, por isso, observar a criança e estar atento aos sinais é fundamental para o diagnóstico. Sabe-se que há grande influência genética, ou seja, se o pai ou a mãe fizeram xixi na cama na infância, o filho tem 44% de chances de também apresentar a enurese. Se os dois sofreram com o transtorno, este índice sobe para 77%.
Além da genética, outros fatores podem predispor a Enurese Noturna, como a deficiência de secreção de vasopressina noturna (substância que diminui a produção de urina durante a noite), bexiga pequena para a idade ou hiperativa (diminuindo a capacidade do órgão de reter a urina), problemas estruturais no trato urinário e dificuldade de acordar a noite, em resposta à bexiga cheia.
Diagnóstico
Além de considerar os antecedentes pessoais e familiares, o diagnóstico pode ser feito com observação do desenvolvimento psicomotor, com informações sobre o treinamento e controle esfincterianos e os sintomas de distúrbios relacionados ao enchimento e esvaziamento da bexiga. Adicionalmente, pode ser necessário submeter a criança a um exame genital, neurológico, de urina e de sangue.
Com a ajuda do médico, a criança detectada com Enurese Noturna deve começar o tratamento o mais rápido possível. Isso permitirá à criança e à família melhor qualidade de vida, evitando implicações negativas com baixa autoestima e transtornos psicossociais como ansiedade e comportamento antissocial.
Tratamento
O apoio da família é fundamental para o sucesso no tratamento. “Punir a criança, praticar o bullying expondo o problema do pequeno aos amigos ou familiares não resolve o problema e, pior, atrapalha ainda mais o processo de cura”, ressalta o especialista.
Algumas das causas da enurese são excesso de produção de urina, menor capacidade vesical ou dificuldade de acordar. Nestes casos, o especialista pode indicar medicações ou dispositivos médicos. Inserir pequenas mudanças na rotina, como evitar que a criança ingira líquidos 2 horas antes de dormir e incentivar o xixi antes de deitar e logo ao acordar, também são recomendados e podem trazer bons resultados. Cada noite seca precisa ser encarada como uma vitória, valorizada com elogios e muito carinho.
O acompanhamento psicológico é importante, tanto para a criança, quanto para a família. “O problema leva os pequenos a se sentirem envergonhados e há impactos negativos em sua vida social como, por exemplo, evitar convites para dormir na casa de amigos. Sem contar a influência que a doença tem sobre a qualidade do sono, que piora, e pode prejudicar o rendimento escolar”, acrescenta. O psicólogo se torna um importante aliado, já que além de recuperar a autoestima das crianças, também pode orientar os pais sobre como lidar com o transtorno.

Com o apoio do Laboratórios Ferring, o site www.semxixinacama.com.br criado exclusivamente para reunir informações sobre a Enurese Noturna, irá orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda terá acesso a uma lista com os centros de apoio mais próximos à sua região, perguntas e respostas sobre o tema, além de vídeos e um blog.


Dor de cabeça na gravidez



No primeiro trimestre da gestação, é comum ter um pouco mais de dor de cabeça.
Acredita-se que seja causada pelos hormônios, embora também possa estar relacionada ao estresse, cansaço e desidratação.
Nas minhas primeiras semanas de gravidez, tive um pouco de dor de cabeça, nesse comecinho os níveis de hormônio aumentam rapidamente e eu ainda nem sabia que estava grávida. Consulte seu médico para saber qual a medicação correta, pois não podemos tomar qualquer remédio.

"Antes de tomar algum remédio, experimente beber bastante água. "Tomar até 1 litro de água em 20 minutos já elimina grande parte das dores de cabeça da gravidez", afirma a obstetra Eleonora Fonseca, do Conselho Médico do BabyCenter.
A maioria dos remédios contra dor de cabeça, como a aspirina e o ibuprofeno, não são recomendados na gravidez. Converse com o médico. Ele pode receitar paracetamol ou algum medicamento contra enjoo.

Mas é sempre melhor deixar o medicamento como último recurso na gravidez. Se você já tomava algum remédio contra a enxaqueca, converse com o obstetra antes de continuar tomando. "( https://brasil.babycenter.com/a1500483/dor-de-cabe%C3%A7a-na-gravidez#ixzz51djjfcGl )



Algumas dicas para evitar ou diminuir as crises de dor de cabeça:

-Muitas vezes a dor de cabeça passa com repouso e relaxamento. Tente descansar. Se a dor incomodar faça uma compressa com água morna e toalha: no nariz, na nuca e nos olhos;

-Beba bastante água: pelo menos 8 copos por dia;


-O escalda-pés é muito eficiente. A água quente aumenta o fluxo do sangue fazendo com que diminua a quantidade que circula nas artérias do crânio. Assim reduz a pressão arterial e a dor.

-Evite cafeína: o excesso de cafeína pode provocar dor de cabeça, então procure limitar o consumo. 

Bolsa com gelo:
Esse remédio é bem popular.
  • Pegue uma bolsa térmica e encha com cubos de gelo;
  • Deite-se, relaxe e coloque bolsa sobre a sua cabeça.
Dieta saudável:
Uma dieta saudável livre de frituras e doces evita dores de cabeça. Faça pequenas refeições ao longo do dia.
Faça exercícios leves:
Descanse e também se exercite. Com tempo livre aproveite para ir às aulas de natação, caminhar ou fazer ginástica voltada para grávidas.
Momento zen:
As técnicas de relaxamento funcionam muito bem. Pratique a respiração profunda e yoga para controlar o estresse.
Quarto escuro:
Vá para um quarto tranquilo e deite-se na cama. Mantenha os olhos fechados por um tempo.
Ducha fria:
Ela estimula os vasos sanguíneos a se contraírem. Isso reduz a dor. Ao fazer isso massageie as têmporas para que aja efeito nas artérias que levam sangue ao crânio.
Massagem:
Encontre alguém para massagear e aliviar a tensão de seus ombros e pescoço.
Boas dicas né?
Caso a dor de cabeça se estenda por mais tempo, relate para o seu médico!
E lembre-se, nunca tome medicação sem indicação médica!






Dois corações em mim...


Então meus amigos, nem acredito ainda, mas a verdade é que depois de 12 anos estou grávida novamente!!
Um misto de emoções, um medo e uma alegria...
Ah como queria tanto um outro filho e sempre fui deixando para depois, por achar que não teria tempo, não teria condições financeiras e muito menos condições físicas(tenho duas hérnias na cervical).
Já tinha desistido, já tinha me conformado em não realizar esse sonho...algo que foi tão pedido pela Bia enquanto ela era menor...
Mas quem decide e sabe das coisas e Deus, os nossos planos são os planos Dele...

Para quem não sabe, tenho um mioma no útero e estava sentindo muitas dores abdominais, tipo cólica, estava muito forte mesmo e a minha menstruação atrasou 1 dia, então resolvi ir ao medico para tentar descobrir o que estava acontecendo.
Falei das dores e do atraso, ele me pediu uma ressonancia magnética pélvica mas antes mandou fazer o exame e sangue, pediu que esperasse  10 dias para que o  resultado fosse 100%.
Com 3 dias de atraso, eu amanheci super enjoada, ainda com dores e não aguentei a ansiedade e comprei o teste de farmácia , o mais baratinho de todos...
Assim que cheguei em casa, fiz o exame e o resultado saiu muito rapido, as duas linhas apareceram e bem fortes!

Liguei para a minha irmã para ter certeza que eu estava compreendendo o resultado e ele estava certo!!
Chorei muito...de nervoso...de alegria...
Liguei para o marido e nós dois ficamos mudos...sem saber o que pensar...sem saber o que fazer...
As primeiras semanas foram bem difíceis, estava muito enjoada e com medo!
Medo do que viria...medo de não dar conta de levar a gravidez adiante...
Como eu estava ainda com muita cólica, fui para a emergência da Perinatal onde fizemos a primeira ultra! E o baby estava lá, no lugar certinho, com 4/5 semanas. 


Tão pequeno que nem tinha forma, só víamos o coração batendo... Um pequeno aglomerado de células... Presença de embrião confirmada, fui fazer o exame de sangue e ele deu INDETERMINADO , dizem que é normal pois ainda estava muito no começo...

E foi assim que descobrimos que um novo ser estava vindo ao mundo...

Aos poucos vou contando mais sobre essa aventura de ser mamãe  aos 42 anos...

Me conta um pouquinho como foi que você descobriu a sua gravidez...