Cegonha de aluguel




Há pouco tempo atrás descobri um serviço dos sonhos para nós,mamães: o aluguel de brinquedos!
Já imaginou poder ter aquele brinquedo super divertido,sem precisar gastar horrores e por algum tempo,sem enjoar?
Com a "Cegonha de aluguel", nossos filhos podem aproveitar os brinquedos indicados para a sua faixa etária, sem precisarmos comprar aquela infinidade de brinquedos.
 Ao invés de comprar um brinquedo, a gente aluga, contribuindo para a sustentabilidade do planeta, economizando $$ e espaço(já que não ficamos com aquele monte de brinquedos guardados), a criança não enjoa dos brinquedos e eles são escolhidos de acordo com a idade e necessidade de cada um! Eles também alugam carrinhos,cadeirinhas,bomba de tirar leite e até livrinhos ...
.
Perfeito né?

Nós escolhemos uma cadeira de balanço para Helena e tem sido a minha salvação nos momentos de soninho, ela fica no balanço enquanto eu preparo o almoço e é um sossego.

Lá no nosso instagram tem um destaque especial só para mostrar como Helena se divertiu no seu balanço!!

No site Cegonha de aluguel você vai encontrar as diferentes opções de planos e vantagens! Vale a pena da uma olhada!

Histórias da semana-28/10/18





Mais uma semana se encerrando e eu trouxe um resuminho de tudo que aconteceu por aqui! Vou  tentar fazer isso toda semana, é muito bom ter esse registro e depois vir aqui relembrar!
Participamos do evento da Danone e Perinatal, onde o tema foi "Os 1000 dias do bebê". Foi a primeira vez que saí com a Helena para um lugar mais distante...participamos de um bate papo e depois um almoço delicioso no Restaurante Rubayat no Jardim Botânico.


Esse bate papo merece um post específico, olha só o kit que nós ganhamos...esse livro conta sobre a importância dos primeiros 1000 dias na vida de um bebê.
Helena completou 3 meses e seguimos com alguns exercícios de estimulação. Ficar de bruços é um deles, desde o segundo mês já deixamos que ela fique por alguns minutos nessa posição e agora ela já sustenta a cabeça por um período maior...O próximo desafio é rolar para o lado...
Estamos na expectativa da palestra do Marcos Piangers e eu peguei o livro Papai é pop de sua autoria para reler. Uma das frases que mais me marcou nesse livro é quando ele fala que "ter um filho é aprender a amar outra pessoa mais do que você mesmo!!"... 
E terminamos a semana com a Helena tomando vacina...ai meu coração...Nessa foto ela nem imaginava a dor que sentiria! Essas duas vacinas só têm na clínica particular, é a meningocócica B e a ACWY. Graças a Deus não deu reação, o local ficou um pouco dolorido mas não teve febre.

E assim foi nossa semana! Quer participar da nossa blogagem é só fazer um post contando a sua semana que divulgo aqui e nas minhas outras redes.

Chá de bebê- tema corujinhas

Um sonho realizado...comemorar a gravidez com um chá de bebê do jeitinho que eu sempre quis!! Escolhi excelentes profissionais, que capricharam para que tudo desse certo! Comemorei com pessoas queridas, que acompanharam cada dia da minha gestação! O tema escolhido foi "corujinhas" já que sou professora e mãe coruja...
A decoração ficou por conta das meninas da Welcome babies 
Elas  planejam com todo o carinho a chegada de bebês, cuidando assim de toda a parte decorativa do quarto de maternidade.​ Pensam sempre na praticidade e no carinho em receber familiares e amigos  para  este momento tão esperado. Atendendo a pedidos, resolveram estender os serviços para cuidar também do chá de bebê, chá revelação, batizados e lembranças personalizadas e eu fiquei apaixonada quando vi o trabalho! Dá uma olhada no ig: https://www.instagram.com/welcome.babies/ 
Os personalizados ficaram por conta da zumbalum



Mini brownies da Amora Brigaderie

Bolo lindo demais e cupcake da Sabores da Alma 









Nessas caixinhas coloquei bombons

Esses cookies ficaram incríveis(Brasil sweet Moments)



Coloquei as balas de coco dentro do cone! Olha o detalhe do lacinho!


Nas caixinhas coloquei confete de chocolate



A família Corujinha foi feita pelo Ateliê da tia Val
A alegria de quem ganhou muitas fraldas!!

Foi uma delícia.  Minhas amigas fizeram algumas brincadeiras, como a do barbante. Os convidados deveriam cortar um pedaço de barbante que eles achavam que era igual ao tamanho da minha barriga.Uma outra brincadeira era para que adivinhassem o que estava dentro de uma caixinha. 











Cuidados com a pele do bebê: Creme antiassaduras


Desde o período da gestação, os pais já zelam pelo bem-estar de seus filhos. Quando eles nascem, os cuidados se redobram, pois, como ainda são muito pequenos e indefesos, necessitam de muita atenção para crescerem saudáveis. E, nos primeiros anos de vida, uma parte do corpo que requer muito cuidado é a pele, que está mais suscetível a alergias e irritações por ser bastante sensível e delicada.



De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), estima-se que até os 2 anos de vida, 25% das crianças sofrerão com assaduras – inflamação causada pelo contato prolongado da pele com as substâncias presentes nas fezes e na urina que ficam na fralda e que podem agredir a pele delicada do bebê.



Para que os pequenos não sofram com esse desconforto, o ideal é fazer a higiene completa da região íntima do bebê com água morna e algodão, removendo delicadamente eventuais resquícios de fezes, urina, pomadas e outras secreções. Além disso, é importante o uso de antiassaduras como Bepantol® Baby, creme preventivo com fórmula pura e livre de agentes irritantes, após cada troca de fralda.



Ainda citando este fator, trocar a fralda sempre que parecer cheia também ajuda bastante nessa prevenção. Isso porque a região fica mais favorável ao aparecimento das assaduras quando fica muito tempo exposta à umidade e ao calor. Portanto, é importante manter a pele do bumbum do bebê sempre limpa e seca para ficar longe desse tipo de inflamação.




Ao escolher o antiassaduras ideal para a pele do bebê é importante levar em consideração alguns pontos: 

-Saúde para a pele do bumbum do bebê

Quanto menor a quantidade de componentes como fragrâncias e aromas na fórmula de um produto infantil, menor a chance de desencadear alergias no bebê, sobretudo em crianças que já possuem algum histórico de intolerância. Bepantol® Baby é amplamente recomendado, pois oferece um cuidado a mais para os bebês com sua fórmula única e pura, livre de conservantes e agentes irritantes, como fragrâncias, corantes e conservantes.



- Abafar a pele do bebê contribui para o aparecimento de assaduras.

Escolher produtos preventivos que protegem e hidratam a pele, sem grudar e que saem facilmente a cada troca, são fatores muito importantes para a escolha do creme antiassaduras. Bepantol® Baby cria uma camada transparente e protetora sobre a pele do bebê, favorecendo a respiração da região, de modo que não fique abafada, mantendo-a sempre saudável.


O produto ainda contribui para a restauração natural da pele. Fácil de ser aplicado e removido, Bepantol® Baby não agride o bumbum dos pequenos na hora da troca de fralda e não mancha as roupas.



O produto pode ser encontrado nas versões de 30, 60 e 100 gramas.



Preço médio sugerido de Bepantol® Baby: 30 gramas – R$ 19,90; 60 gramas – R$ 35,90;
 100 – R$ 50,90.

Enurese noturna



Xixi na cama, um transtorno negligenciado e que afeta até 15% das crianças com mais de 5 anos de idade, deve ser tratado
Fazer xixi na cama após os 5 anos de idade é um sinal de Enurese Noturna, um transtorno que causa a perda involuntária e intermitente da urina durante o sono. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), persistindo os sinais da doença após essa idade crianças e adolescentes podem sofrer graves consequências psicológicas e sociais. Trata-se de uma condição bastante frequente, com estimativas de que 15% das crianças com mais de 5 anos de idade e 5% das crianças com 10 anos ainda fazem xixi na cama.
“Por ser uma fase de desenvolvimento infantil, acordar molhado até os 5 anos pode ser considerado normal. Mas, após esta idade, é importante que a possibilidade de Enurese Noturna seja considerava pelos pais e pelo pediatra”, diz Atila Rondon, Urologista, com atuação em Urologia Pediátrica, professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ e Coordenador do Departamento de Urologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Urologia.
Com muita frequência, os distúrbios miccionais não são valorizados nas consultas de rotina, por isso, observar a criança e estar atento aos sinais é fundamental para o diagnóstico. Sabe-se que há grande influência genética, ou seja, se o pai ou a mãe fizeram xixi na cama na infância, o filho tem 44% de chances de também apresentar a enurese. Se os dois sofreram com o transtorno, este índice sobe para 77%.
Além da genética, outros fatores podem predispor a Enurese Noturna, como a deficiência de secreção de vasopressina noturna (substância que diminui a produção de urina durante a noite), bexiga pequena para a idade ou hiperativa (diminuindo a capacidade do órgão de reter a urina), problemas estruturais no trato urinário e dificuldade de acordar a noite, em resposta à bexiga cheia.
Diagnóstico
Além de considerar os antecedentes pessoais e familiares, o diagnóstico pode ser feito com observação do desenvolvimento psicomotor, com informações sobre o treinamento e controle esfincterianos e os sintomas de distúrbios relacionados ao enchimento e esvaziamento da bexiga. Adicionalmente, pode ser necessário submeter a criança a um exame genital, neurológico, de urina e de sangue.
Com a ajuda do médico, a criança detectada com Enurese Noturna deve começar o tratamento o mais rápido possível. Isso permitirá à criança e à família melhor qualidade de vida, evitando implicações negativas com baixa autoestima e transtornos psicossociais como ansiedade e comportamento antissocial.
Tratamento
O apoio da família é fundamental para o sucesso no tratamento. “Punir a criança, praticar o bullying expondo o problema do pequeno aos amigos ou familiares não resolve o problema e, pior, atrapalha ainda mais o processo de cura”, ressalta o especialista.
Algumas das causas da enurese são excesso de produção de urina, menor capacidade vesical ou dificuldade de acordar. Nestes casos, o especialista pode indicar medicações ou dispositivos médicos. Inserir pequenas mudanças na rotina, como evitar que a criança ingira líquidos 2 horas antes de dormir e incentivar o xixi antes de deitar e logo ao acordar, também são recomendados e podem trazer bons resultados. Cada noite seca precisa ser encarada como uma vitória, valorizada com elogios e muito carinho.
O acompanhamento psicológico é importante, tanto para a criança, quanto para a família. “O problema leva os pequenos a se sentirem envergonhados e há impactos negativos em sua vida social como, por exemplo, evitar convites para dormir na casa de amigos. Sem contar a influência que a doença tem sobre a qualidade do sono, que piora, e pode prejudicar o rendimento escolar”, acrescenta. O psicólogo se torna um importante aliado, já que além de recuperar a autoestima das crianças, também pode orientar os pais sobre como lidar com o transtorno.

Com o apoio do Laboratórios Ferring, o site www.semxixinacama.com.br criado exclusivamente para reunir informações sobre a Enurese Noturna, irá orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda terá acesso a uma lista com os centros de apoio mais próximos à sua região, perguntas e respostas sobre o tema, além de vídeos e um blog.